http://forum.iceandfire.com.br
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 Imaginarium (R)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Nell Stark
Moderador
Moderador


Mensagens : 644
Data de inscrição : 30/08/2011
Localização : Winterfell
Idade : 39
Zodíaco : Gémeos
Horóscopo chinês : Cobra
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome: Lyssa Kerrighan
Idade: 17 anos
Classe:

MensagemAssunto: Imaginarium (R)    27/11/11, 02:06 pm

Título: Imaginarium
Autora: Cristina Corrêa (Nell Stark)
Categoria: POV, RA, Gen
Classificação: R
Capítulos: Indefinidos = Depende dos meus surtos.
Completa: [ ] Yes [X] No
Advertências: Contém linguagem forte, violência e conteúdo sexual mais pesado, mas não totalmente explícito.

ATENÇÃO: ESSA FIC CONTÉM SPOILERS DOS LIVROS 1, 2 E 3!!!


N/A:
Seguinte... essa é a primeira fanfic de ASOIAF que escrevo porém, já aviso que ela não segue a ordem dos acontecimentos narrados nos livros e é centrada em poucos personagens da série!! A fic pode ser inspirada na obra do Martin, mas tem meu toque pessoal, ou seja, inventei muita coisa. Coisas que são coerentes ao universo de ASOIAF, lógico. E por último, mas não menos importante... NÃO LEVEM A HISTÓRIA A SÉRIO!!
Ela tem humor e alguns absurdos podem surgir, mas é algo apenas pra se divertir, ok? Ah! E desculpem o título sem graça, mas sou desprovida de talento quando se trata desse assunto. E tenho certeza de que seria no mínimo amaldiçoada pelo resto dos meus dias se essa história caísse nas mãos do Martin.

Em resumo, digamos que essa fic é quase uma "Alice no País das Maravilhas", só que na versão by Nell. Razz








Quantas vezes você já abriu um livro e ficou tão envolvido com a história ao ponto de desejar fazer parte dela? Vivenciar uma determinada época, ser o personagem que você quiser. Encontrar seus personagens favoritos e talvez, até... mudar o curso dos acontecimentos. Eu sempre penso nisso quando pego um novo livro para ler. A menos, é claro que a história não seja lá essas coisas. Mas quando você chega naquele estágio em que nem terminou de devorar todas as linhas e já está ansioso pelas próximas páginas, pensando no que está por vir, virando a noite porque simplesmente não consegue parar de ler o dito livro e por nada no mundo deseja largá-lo, então... considere-se feliz porque você mergulhou tanto na história que até já faz parte dela. Você é aquele personagem ansioso. Aquele que entrou de penetra enfiando os dedos nervosos por entre as páginas, às vezes até pulando algumas partes só para poder espionar o final.

Por isso... Por isso...




Eu batia os dedos no teclado, tentando terminar a frase. Porém a irritação, ou o súbito bloqueio resolveu aparecer, me fazendo fechar meu notebook e guardar tudo. Sim. Eu estava tentando escrever algo "parecido" com um prólogo pra minha fanfic, mas como sempre, viajei além da minha imaginação e a coisa não saiu como eu queria. Então, peguei minha edição de A Tormenta de Espadas e comecei a ler mais algumas páginas. De repente, uma aflição tomou conta de mim e voltei a fechar o livro rapidamente. Eu estava chegando na parte do Red Wedding e já sabia mais ou menos o que iria acontecer, porém eu não queria ler.

- Maldita curiosidade... - resmunguei baixinho, apagando a luz.


Lembro que já estava quase dormindo quando um vento frio fez com que eu me encolhesse ainda mais debaixo das cobertas. Abri os olhos no escuro do quarto e bocejei ao sentar na cama, pensando se teria deixado o vidro de alguma janela aberta. Resolvi olhar, mas quando coloquei meus pés no chão senti que eles se afundaram em algo fofo e extremamente gelado. Estiquei a mão para acender a luz do abajur, mas acabei agarrando um galho de árvore ressecado. Meus olhos se acostumaram com a pouca luz que vinha da rua e eu pude ver que um tapete de neve havia se estendido sob meus pés.

Cheguei até a porta do quarto e abri devagar. A visão que tive foi inacreditável. Minha sala tinha desaparecido dando lugar a uma imensa floresta. Eu sorri, totalmente abobada e dei dois passos pra frente sentindo o vento da noite me envolver, formando um manto frio e invisível sobre o meu corpo. Dei mais alguns passos e vi que estava praticamente cercada por árvores e neve.

- Winter is coming! - eu disse rindo, brincando com o famoso lema dos Stark.


E se eu não estivesse tão distraída teria notado a enorme sombra que se aproximava rapidamente. Mas quando dei por mim, já era tarde demais. Um imenso lobo negro surgiu do nada, diminuindo cada vez mais a distância que nos aproximava. Era óbvio que não restava outra opção, então eu fugi. Mas quando olhei pra trás...

- CADÊ A PORTA?!!

Minha voz ecoou na escuridão e eu desatei a correr. Corri feito uma louca, mas meus pés afundavam na neve me fazendo cair diversas vezes. Olhei pra trás e o lobo negro estava ficando cada vez maior. O problema era que eu estava tão preocupada com o que estava vindo atrás de mim, que não me toquei do que estava bem na minha frente. De repente, senti o chão me faltar. Meu corpo seguiu adiante enquanto minhas pernas ficaram pra trás. Fiquei mais leve e só então percebi que estava caindo, ou melhor, rolando.

A descida era íngreme e parecia interminável. Eu podia ouvir galhos se quebrando, podia sentir meus braços e pernas sendo dolorosamente arranhados. Minha roupa estava úmida e só parei de rolar quando meu corpo encontrou uma grande pedra no meio do caminho, porém foi minha testa que serviu de freio. Fiquei zonza e minha cabeça latejou terrivelmente. Eu podia ver as sombras das árvores embaralhando-se na escuridão - ou era a minha visão que estava embaralhada? – Elas pareciam criar formas fantasmagóricas que dançavam no ar, mas eu não sabia dizer a que distância elas estavam.

Olhei minha roupa e ela estava em farrapos, mas apesar do estrago uma coisa era boa, o lobo tinha desaparecido. Tentei levantar do chão, mas meus sentidos e corpo não me obedeciam, então o jeito foi continuar sentada naquele vasto campo branco de neve e tremendo até os ossos. O sangue que escorria de minha testa formava uma trilha de pequenas gotas, colorindo de vermelho a fina camada gélida ao meu redor.

Por um momento tive a impressão de ouvir o som de cavalos ao longe, mas foi o uivo de um lobo que me chamou mais a atenção, me fazendo estremecer. Novamente tentei levantar, buscando apoio na grande pedra atrás de mim, porém a tontura não deixou. Mesmo assim, isso não me impediu de ficar em pânico ao ouvir um rosnado bem acima de mim. Girei a cabeça lentamente em busca daquele som e ali estava ele, o lobo negro. Estava encima da grande pedra e me encarava de um jeito nada amistoso.

- Acorda, Nell... – sussurrei sentindo minhas pernas amolecerem.


O lobo rosnou mais uma vez, os pelos estavam eriçados e os caninos a mostra. Senti minhas forças se esvaindo e lentamente me arrisquei a deitar no chão, esperando a morte chegar. Fechei os olhos e de repente senti uma pressão sobre meu corpo. As unhas cutucavam minha barriga, mas não ao ponto de me machucar. O pelo dele roçava em meu braço. Era muito macio e espesso. Pensei que se eu ficasse imóvel no chão e em silêncio, o lobo perderia o interesse e iria embora. Porém, não foi bem isso que aconteceu.


xxxxx



_________________


Última edição por Nell Stark em 02/03/12, 01:50 am, editado 5 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jo. Duarte
Mão do Rei
Mão do Rei


Mensagens : 1583
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Cuiabá/MT
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome: Lizzy Harwin
Idade: 24 anos
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    27/11/11, 04:26 pm


Aeeeeeeeee Nell cheers

Nell Stark escreveu:
Em resumo, digamos que essa fic é quase uma "Alice no País das Maravilhas", só que na versão by Nell. Razz

Hahahahahahaaa.. isso me preparou!!! Razz

Que máximo que ficou! Empolgante, mesmo.

Quando eu li isso...
Nell Stark escreveu:
- Acorda, Nell... – sussurrei sentindo minhas pernas amolecerem.
até suspirei! Falei "ufa, nada de mal vai acontecer", mas que nada! Ficou 10...

Agora, tô curiosíssima... anda logo com o restante, esse
Nell Stark escreveu:
Porém, não foi bem isso que aconteceu.
, tá me deixando ansiosa hahahahahaa... Razz



Voltar ao Topo Ir em baixo
Murilo
Administrador
Administrador


Mensagens : 2544
Data de inscrição : 01/06/2011
Localização : Winterfell
Idade : 20
Zodíaco : Sagitário
Horóscopo chinês : Porco
Sexo : Masculino
Ficha do personagem
Nome: Indigo Blacksea
Idade: 23
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    27/11/11, 05:17 pm

Muito interessante mesmo, parabéns.

Agora, a dúvida de um leigo: o que é classificação R? Question

_________________
- When you play the game of ice and fire forum... you win or is banned.



Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
lieez
Membro do Conselho
Membro do Conselho


Mensagens : 395
Data de inscrição : 05/09/2011
Idade : 23
Zodíaco : Leão
Horóscopo chinês : Galo
Sexo : Feminino

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    28/11/11, 11:33 am

Gostei Nell. Foi só o comecinho, mas já fiquei imaginando como vai ser o resto. Imagino que será Nell/Robb né? rsrs E a personagem vai entrar MESMO na história, tipo interagir com vários personagens? *-----------------------* Tô curiosa! Já tem vários capítulos escritos ou vai me fazer esperar? Sad
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nell Stark
Moderador
Moderador


Mensagens : 644
Data de inscrição : 30/08/2011
Localização : Winterfell
Idade : 39
Zodíaco : Gémeos
Horóscopo chinês : Cobra
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome: Lyssa Kerrighan
Idade: 17 anos
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    28/11/11, 12:22 pm

Murilo escreveu:
Agora, a dúvida de um leigo: o que é classificação R? Question

Então, Murilo... Toda fanfic tem o que a gente chama de classificação etária. É a mesma coisa nos programas de TV, ou seja, "proibido para menores de tal idade por causa do conteúdo".

As classificações R e NC-17 são para o pessoal que tem mais idade, entendeu? Existem outras classificações, mas são mais baixas. Aí o conteúdo fica mais liberado. Espero ter esclarecido. Razz


lieez escreveu:
Gostei Nell. Foi só o comecinho, mas já fiquei imaginando como vai ser o resto. Imagino que será Nell/Robb né? rsrs E a personagem vai entrar MESMO na história, tipo interagir com vários personagens? *-----------------------* Tô curiosa! Já tem vários capítulos escritos ou vai me fazer esperar? Sad

Se você conseguir imaginar o que vou fazer, Lieez, me aposento das fics, hahahahahah!! E não vou falar sobre ships pq a fic terá alguns, mas não tem nada slash, viu?
Esse aí não foi um capítulo, na verdade foi um "semi-prólogo", hahahahah! A história começa mesmo na próxima postagem.

By the way...

Próximo cap: Domingo que vem. Vou ver se consigo postar todo domingo, mas se houver alguma alteração, aviso por aqui.

No geral, fico feliz que estejam gostando e valeu pelo apoio e comentários. Wink

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
lieez
Membro do Conselho
Membro do Conselho


Mensagens : 395
Data de inscrição : 05/09/2011
Idade : 23
Zodíaco : Leão
Horóscopo chinês : Galo
Sexo : Feminino

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    28/11/11, 12:38 pm

Consigo imaginar sim, óbvio. O que não necessariamente significa que eu seio está por vir. Razz
Não tinha esperança de slash mesmo, mas vão ser alguns ships? Que legal! Vai ter mais OCs? Tá, eu pergunto demais. hahaha
Voltar ao Topo Ir em baixo
@Nefertarimari
Lorde/Lady
Lorde/Lady


Mensagens : 292
Data de inscrição : 09/08/2011
Localização : Paraná - Londrina
Idade : 31
Zodíaco : Aquário
Horóscopo chinês : Rato
Sexo : Feminino

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    28/11/11, 04:50 pm

Smile ... massa, hein Nell ... Agora termine e conte-nos como terminou essa história !
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/#!/Nefertarimari
Nell Stark
Moderador
Moderador


Mensagens : 644
Data de inscrição : 30/08/2011
Localização : Winterfell
Idade : 39
Zodíaco : Gémeos
Horóscopo chinês : Cobra
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome: Lyssa Kerrighan
Idade: 17 anos
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    03/12/11, 08:41 pm

@Nefertarimari escreveu:
Smile ... massa, hein Nell ... Agora termine e conte-nos como terminou essa história !

Olha! Essa história vai longe, Mari. Rolling Eyes Sou extremamente detalhista e perfeccionista, principalmente quando se trata de criar algo. E fico feliz que tenha gostado do meu semi-prólogo. Razz

Valeu mesmo por passar e comentar. Wink


Dito isso, vamos para o cap! Só aviso que ele é longo por ser o primeiro. Os próximos serão um pouco menores, ok?




Capítulo: 1 – A Terra dos Lobos



Os lobos..., esses homens...


Os lobos não morrem jamais,
porque a alcatéia fica unida
enquanto o mundo anda e desanda
dizendo-se eterno.

Os lobos amordaçam a vida,
são tiranos queridos que zombam,
nascem, crescem, cantam, lutam,
mas não aprendem a desistir.

Os lobos são maiores que os homens,
esses outros que se auto-consomem,
que da vida não passam de um tombo.

Os lobos não morrem jamais,
apenas viram homens. Homens de honra.
Homens reais. Homens que um dia...
já foram mortais.



~""~



Eu estava presa. Algo pesado me segurava enquanto me debatia tentando me soltar. Eu queria gritar, mas minha voz não saía. Queria levantar, mas não tinha forças. Minha cabeça latejava, meu corpo doía... eu queria gritar.

- Lobo... alguém me ajuda... ALGUÉM... ALGUÉM!!! - acordei com meus gritos, mas eles se misturavam com algo bizarro que ecoava em algum lugar. - Uivos... – murmurei baixinho.

Olhei em volta e a neve tinha sumido. A enorme pedra, as árvores, a escuridão da noite, na verdade tudo tinha sumido... até mesmo o lobo negro. Só restava o calor. Calor, esse que vinha de uma grande lareira bem à minha frente. Fiz uma careta e só então me dei conta de que estava em uma cama. Meus braços e pernas estavam de certa forma presos, ou devo dizer “enrolados” em várias camadas de pele que me mantinham mais aquecida ainda. Passei minhas mãos sobre uma delas e meus dedos deslizaram suavemente. Olhei em volta mais uma vez. A floresta que antes me rodeava agora dava lugar a uma redoma de quatro paredes cinzentas e um teto alto, tão escuro quanto a noite. A luz naquele ambiente era tão sutil quanto o ar frio que entrava pela janela do aposento. O mesmo ar que mesclava-se com o calor que emanava da grande lareira até formar a temperatura perfeita, espalhando-se e aquecendo todos os cantos daquele lugar. Empurrei a grossa camada de peles, tomando coragem para sair da cama. Mais uma vez me surpreendi ao ver que minhas roupas esfarrapadas tinham sido substituídas por uma camisola muito confortável que cobria até os meus pés. Fiquei em pé, tateando o chão devagar, passo a passo, às vezes me apoiando na cama até chegar perto da janela aberta. Os barulhos que vinham lá de fora tinham chamado a minha atenção, então resolvi ver o que era. Mas antes que eu pensasse em me debruçar sobre o parapeito, um barulho atrás de mim fez com que eu me virasse, vendo uma porta ser escancarada.

- Ah! Vejo que já acordou. – disse um homem pequeno e de cabelos grisalhos, assim que entrou no recinto. Usava um tipo de manto de lã em um tom cinzento e com grandes mangas que pareciam derreter de seus braços. Eu não podia acreditar. Só podia ser ele. Não conseguia pensar em mais ninguém que pudesse ser tão parecido com... - Meistre Luwin... ao seu dispor. – ele disse com um sorriso suave, fazendo uma leve reverência com a cabeça. – Deuses... Será? Será que estou mesmo em Winterfell? Pensei fazendo força para esconder a minha euforia. Meu coração parecia uma britadeira tentando abrir caminho no meu peito. Respirei fundo e deixei um sorriso contido sair de meus lábios. - Como está se sentindo, minha jovem? – continuou Meistre Luwin, andando em minha direção. Tinha uma expressão preocupada quando se aproximou e tocou de leve minha testa. – Humm... Precisamos colocar mais algumas compressas nesse ferimento.

- Me sinto melhor...obrigada... – disse sem pensar. O som da minha voz parecia estranho para os meus próprios ouvidos.

- Ótimo. Mas ficará melhor ainda se voltar para cama. Ainda não está forte o suficiente para sair andando por aí.

- E onde é exatamente “por aí?” – indaguei ao mesmo tempo em que era conduzida de volta a cama pelo simpático velhinho. Tá! Admito que a pergunta foi idiota, mas eu precisava ter certeza de que estava mesmo em Winterfell.

- Não sabe onde está? – ele disse franzindo a testa enrugada.

- Eu tenho uma vaga ideia... – respondi com um sorriso sem graça. – Seria bom ter alguma informação a mais.

- Qual a última coisa de que se lembra? – ele me olhava preocupado.


A pergunta fez a minha língua coçar, mas comecei a pensar se era seguro compartilhar certas informações. Eu me lembrava de tudo, lógico. Mas não tinha certeza se aquilo era um sonho, ou se eu tinha surtado de vez. De repente eu poderia estar em um hospício, tendo altos papos com meu reflexo em um espelho e achando que estava conversando com Meistre Luwin, em Winterfell. Vai saber... De qualquer forma, resolvi me fazer de louca – se é que já não estava – então, achei melhor ocultar certas coisas para evitar maiores problemas.


- Eu lembro... – fiz cara de pensativa pra tentar convencer o bom velhinho. – Lembro... Eu vi um lobo negro! – falei de repente.

- Lobo negro? – Meistre Luwin ficou ainda mais sério.

- Sim. Um enorme lobo negro apareceu do nada e começou a correr atrás de mim...

- Deve estar falando do Cão Felpudo. – uma terceira voz se fez presente no aposento. Meus olhos miraram imediatamente a porta e lá estava ele; vestido de negro da cabeça aos pés. Cabelos cacheados e tão pretos quanto a noite, olhar penetrante e a pele quase tão branca quanto a neve. – A propósito, sou Jon Snow. – ele disse deixando um sorriso tímido aparecer em seu rosto. Tinha uma certa doçura na voz e permaneceu em pé, ao lado da cama.

- Pode me chamar de Nell... – respondi sem nenhuma timidez. E eu tenho uma amiga chamada Jo que me mataria se pudesse estar no meu lugar agora, pensei segurando o riso. – E quem é Cão Felpudo? Algum cachorro da região? – me fiz de louca novamente. Tanto Jon quanto Meistre Luwin riram.

- Não. Ele é o lobo gigante do Rickon, meu irmão caçula. – Jon logo esclareceu. – A pelagem dele é negra e ele é um tanto agressivo. Nossos lobos costumam caçar pelas redondezas de Winterfell, então com certeza deve ter sido ele que você viu ontem à noite. – WINTERFELL!! EU SABIA!! Meu pensamento gritava, sem deixar transparecer minha euforia. E eu tinha certeza de que o tal lobo não era o Cão Felpudo, mas não iria discordar do Snow. Pelo menos ainda não.

- Vocês tem lobos selvagens como animais de estimação? – fingi surpresa. Jon riu novamente, enquanto Meistre Luwin deslocava-se até a porta.

- Eu sei... é estranho... – o patrulheiro disse com um sorriso de canto. – E é uma história bem interessante...

- Mas terá de ser contada em outra hora. – Luwin o interrompeu. – Vamos, rapaz. Vamos deixar a moça descansar. Mais tarde voltarei para fazer seu curativo. – o velhinho disse quase empurrando Snow para fora do quarto.

- Ahmm... Só uma pergunta... – eu disse de repente, fazendo a dupla parar na porta e olhar para mim. – Como eu vim parar aqui? – os dois homens se entreolharam.

- Não se lembra? Meu irmão encontrou você. – a simples menção daquela frase me deixou ansiosa, sem mais nem menos.

- Seu irmão? – indaguei mordendo o lábio. Por um momento não me toquei de que estava torcendo tanto as cobertas que até arranquei alguns pelinhos.

- Robb... – entrei em êxtase absoluto quando ouvi aquele nome. Parecia até ecoar na minha cabeça, ”Robb, Robb, Robb...” – Ele saiu de manhã cedo e encontrou você desacordada na floresta, próxima a Winterfell. – Desacordada..., pensei com raiva de mim mesma. Que coisa linda, Nell. Só você mesma pra ficar fora do ar numa hora preciosa dessas, sua imbecil!

- É difícil acreditar que você tenha sobrevivido a noite passada. – disse Meistre Luwin. – O inverno ainda não chegou, mas as noites no Norte costumam ser rigorosamente frias. Quando chegou aqui, você estava congelada até os ossos, havia perdido sangue, estava fraca e machucada. Sem dúvida os deuses estavam com você ontem à noite. – Pelo menos um deles estava. Dei um sorriso interno enquanto pensava em Robb Stark, mais uma vez.

- E... onde... onde ele está? – arrisquei perguntar, nervosamente. - É... Bom, se o seu irmão me salvou, gostaria de agradecer... – olhei para o Jon rapidamente.

- Ele virá assim que for possível. – ele respondeu atenciosamente.

- Mas enquanto isso, trate de descansar. – disse Meistre Luwin voltando a virar as costas com Jon e desaparecendo de vista assim que a porta se fechou.


O dia foi tedioso. Pelo menos pra mim. Eu não me sentia cansada, apenas muito dolorida, e com certeza já tinha dormido o suficiente. Levantei da cama pela milésima vez e fui até a janela. Havia um movimento constante de pessoas e animais pelo pátio de Winterfell. De vez em quando eu podia avistar Jon Snow lá embaixo, andando pra lá e pra cá, mas nada do Robb. Será que o Rei do Norte estava tão ocupado ao ponto de não ter um tempinho para ver a sua mais fiel e devotada súdita? E como se não bastasse, descobri que não podia sair do quarto até que eu estivesse realmente recuperada.

- Ordens expressas de Lorde Stark. – disse o guarda que estava de vigia na minha porta.


Depois disso eu já começava a me sentir uma prisioneira, mas o guarda tinha me garantido que não era esse o caso. Na verdade, muita coisa estava acontecendo no Norte e havia uma inquietação rondando a Casa Stark após o “acidente” de Bran. E era justamente nesse ponto da história que eu tinha vindo parar. Eu sabia que Ned estava em Porto Real com as filhas, que Catelyn estava no Vale de Arryn com Tyrion e que uma guerra estava por vir, além de muitas outras coisas. Eu tinha lido quase tudo nos livros, mas agora era diferente. Agora, eu estava vendo como as coisas realmente eram. Posso até dizer que naquele momento, eu praticamente me sentia um Lorde Varys pelo fato de saber tantas coisas antes dos outros ali presentes. Porém, eu seria um Varys com uma aparência muito melhor e sem aquela coisa de ser um eunuco.

Eu precisava saber por que eu estava ali. Nem mesmo tinha certeza se aquilo era um sonho ou se realmente eu tinha enlouquecido. Sonhos não seguem uma ordem e obviamente são imprevisíveis. Tudo se mistura e você precisa entender muito sobre o assunto pra poder interpretá-los. E já que eu não tinha certeza de nada com relação a isso, era melhor ficar de boca fechada. Eu não queria piorar ainda mais a situação, embora já estivesse pensando que alguns dos meus “conhecimentos” sobre a história poderiam ser muito úteis em algumas causas importantes. Mesmo assim, se eu começasse a contar tudo que iria acontecer, quem garante que iriam acreditar em mim? Além disso, a ordem das coisas - ou a falta dela - estava me deixando confusa. Jon deveria estar na Muralha, mas naquele momento estava em Winterfell. E eu poderia jurar que vi Bran caminhando pelo pátio do Castelo durante o dia, mesmo sabendo que ele não podia andar.

Então que droga estava acontecendo?! Como é que num minuto eu podia estar no meu quarto, dormindo quentinha na minha cama e de repente... Puff?!! Lá estava eu, jogada no meio da história do Martin. Bom, diante de tudo isso pelo menos uma coisa era boa e me deixava feliz. Eu estava no Norte, na Casa Stark, em Winterfell. E foi por pensar em tudo isso que acabei adormecendo de exaustão pouco antes da noite chegar. Não sei quanto tempo exatamente se passou, mas de repente senti uma presença me rondando enquanto eu dormia. Eu queria abrir os olhos, mas estava com um soninho tão gostoso e me sentindo tão confortável que isso só serviu pra que eu acabasse me encolhendo ainda mais debaixo de todas aquelas peles pesadas.

- Pára... – resmunguei entre o sono, tentando afastar alguém de mim. – Pára com isso... – comecei a rir mesmo de olhos fechados, sentindo alguma coisa lambendo a ponta do meu nariz. – Já falei pra parar, Mel! – finalmente abri os olhos dando de cara com um enorme lobo cinzento encima de mim.

- Não se preocupe. Ele não vai te fazer mal. – a voz saiu de um canto escuro do quarto. Uma sombra se moveu em minha direção e logo percebi que ela tinha a forma de...

- Robb Stark... – murmurei com um fio de voz, sem tirar os olhos dele.

- Aqui, Vento Cinzento. – ele disse com um único comando. O lobo imediatamente desceu da cama e sentou-se ao lado dele. Senti Robb me analisar por alguns segundos, enquanto eu não conseguia dizer nada. – Quem é Mel? – ele perguntou de repente. Minha língua parecia travada.

- Me... Mel?

- Você disse esse nome quando estava dormindo. – ele chegou mais perto da cama e pude ver melhor aqueles olhos absurdamente azuis.

- Ah! – exclamei rindo feito uma hiena. Fazer o quê? Fiquei nervosa, ora. – Mel... claro... – Robb arqueou as sobrancelhas e deu um leve sorriso. Deus... que situação..., pensei escondendo o rosto. Eu devia estar parecendo uma retardada. – Mel é a minha... minha cachorrinha. – respondi após uma longa respirada.

- Mel e Nell... – ele disse abrindo um sorriso mais largo. Pude até ver as covinhas nos cantos da boca. E aquele sotaque nortenho... Quase tive um orgasmo só de ouvi-lo.

- É... eu sei. Parece nome de dupla sertaneja, não é? – Robb fez cara de quem não entendeu. – Quer saber? Esquece o que eu disse. Apenas... me ignore. – dessa vez ele riu. – Eu ia dizer o meu nome, mas... bom, você já sabe...

- Meus espiões não souberam me informar, então pedi ao Jon que descobrisse. – ele brincou. De repente, ele ficou sério e me encarou. – O que estava fazendo na floresta, naquela hora da noite? – fui pega de surpresa e não soube o que responder então, Robb continuou. – Você poderia estar morta agora.

- É... eu sei... mas graças a você, eu estou bem... – disse com um sorriso bobo. Ele continuava sério. – A propósito... obrigada.

- De onde você é? Sei que não é do Norte. – Robb disse ignorando meu agradecimento.

- Da... Daqui... dali... de todo o lugar... – Que resposta é essa, Nell?!!

- Ainda não respondeu o que estava fazendo na floresta. – a conversa estava tomando um rumo estranho. Aliás, Robb tinha ficado estranho.

- Ah, eu... – Robb parecia desconfiado. - Sabe... na verdade é meio... complicado... – Vento Cinzento se aproximou mais da cama. De repente comecei a me sentir um tanto intimidada.

- Complicado como?

- Eu... Eu não me lembro de como fui parar lá... – o lobo de Robb chegou mais perto. Seus olhos amarelos cintilavam ainda mais enquanto me observava.

- Vejo que está melhor. – Robb disse do nada ao se distanciar da cama em direção a porta. – Sugiro que fique no quarto, por enquanto. É para sua própria proteção... – e saiu tão rápido quanto eu poderia piscar, sendo seguido por Vento Cinzento. Depois disso fiquei com uma péssima impressão de mim mesma. Será que eu disse ou fiz alguma coisa errada? Por que ele parecia tão... desconfiado?


Lá fora, os lobos de Winterfell davam as boas vindas a noite, que acabava de chegar. E se você pensou que eu iria obedecer meu Rei do Norte e ficar a noite toda trancada naquele quarto... lamento dizer que se enganou profundamente. Era hora de aproveitar o silêncio e a escuridão para conhecer melhor a Casa Stark. Só havia um problema. Como iria driblar o guarda que me vigiava do lado de fora?



Continua...



_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jo. Duarte
Mão do Rei
Mão do Rei


Mensagens : 1583
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Cuiabá/MT
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome: Lizzy Harwin
Idade: 24 anos
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    04/12/11, 01:26 am

Razz ADOREI TER SIDO CITADA!!! AMEI MUITOOOOOOOOOOOOOOOOO... Razz - Obrigadinha Nell!
Ai, ai... MEU Jon I love you , ele soube de mim!!! lol!

Nell Stark escreveu:
E eu tenho uma amiga chamada Jo que me mataria se pudesse estar no meu lugar agora, pensei segurando o riso.

Confesso que quando li isso, fiquei com ciúmes - eu SOU ciumenta mesmo! Mas para minha tranquilidade, seu lance é Robb! Suspect
Nell Stark escreveu:
A propósito, sou Jon Snow. – ele disse deixando um sorriso tímido aparecer em seu rosto. Tinha uma certa doçura na voz e permaneceu em pé, ao lado da cama.


Está PERFEITOOOOO... a descrição de Meistre Luwin, ficou ótima e Robb saindo desse jeito - é MUITO Robb - ele é bem Senhor, mesmo! Tipo, eu mando, você obedece! Ou Eu faço o que eu quero e pronto, acabou! Razz

Exclamation Eiiii.. qro mais ação... hahahahahaaa... você e Robb, AGORA!
É HORA DE MORFAR!!!! Hahahahahahaaa... lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Grazy Snow
Moderador
Moderador


Mensagens : 509
Data de inscrição : 24/09/2011
Localização : Westeros
Idade : 29
Zodíaco : Áries
Horóscopo chinês : Gato
Sexo : Feminino

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    04/12/11, 08:58 am

EU LI \o/

no need huahuahuahuah

AI NELL
muito bom, adorei ... como disse lá , muito bem escrito e descrito
Parabéns
adorei sua escrita *.*
e to adorando o desenvolvimento
vou esperar por mais
quero saber o motivo de tudo ter acontecido ...
e é raro eu ler fic assim tipo de intervenção, de a pessoa "real" cair na historia
e eu to adorando
parabéns



*.*

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Giselle
Lorde/Lady
Lorde/Lady


Mensagens : 289
Data de inscrição : 22/06/2011
Idade : 27
Zodíaco : Aquário
Horóscopo chinês : Dragão
Sexo : Feminino

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    04/12/11, 04:24 pm

huahauahauhau gostei!!!!! essa do orgasmo foi mto boa! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nina
Moderador
Moderador


Mensagens : 884
Data de inscrição : 21/07/2011
Localização : Dorne
Idade : 28
Zodíaco : Sagitário
Horóscopo chinês : Dragão
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome:
Idade:
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    04/12/11, 05:20 pm

Ficou muito bom, Nell, adorei! bounce

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Murilo
Administrador
Administrador


Mensagens : 2544
Data de inscrição : 01/06/2011
Localização : Winterfell
Idade : 20
Zodíaco : Sagitário
Horóscopo chinês : Porco
Sexo : Masculino
Ficha do personagem
Nome: Indigo Blacksea
Idade: 23
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    04/12/11, 06:53 pm

Nossa, ficou demais! Parabéns e continue escrevendo, Nell! Wink

Também adorei essa do orgasmo. Laughing

_________________
- When you play the game of ice and fire forum... you win or is banned.



Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Deco
Administrador
Administrador


Mensagens : 517
Data de inscrição : 11/05/2011
Localização : Rio de Janeiro
Idade : 27
Zodíaco : Áries
Horóscopo chinês : Cobra
Sexo : Masculino
Ficha do personagem
Nome: Leon Darkwater
Idade: 21
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    05/12/11, 08:30 am

Parabéns Nell, ficou ótima!! ^^

E quem diria Mumu e Gi, estão danadinhos!! Hahahahahaha!! ^^

_________________


Bye Lannister and Stark, now I'm a Greyjoy!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Glenda Baelish
Mão do Rei
Mão do Rei


Mensagens : 1354
Data de inscrição : 06/11/2011
Localização : The Fingers
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome:
Idade:
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    07/12/11, 06:30 pm

Li o iniciozinho (não posso ler tudo porque tem spoiler do 3 e eu ainda não li, sorry) e gostei muito! Ficou ótimo!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ficmaster.forumeiros.com
Nell Stark
Moderador
Moderador


Mensagens : 644
Data de inscrição : 30/08/2011
Localização : Winterfell
Idade : 39
Zodíaco : Gémeos
Horóscopo chinês : Cobra
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome: Lyssa Kerrighan
Idade: 17 anos
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    09/12/11, 06:38 pm

AVISO:

Como eu já tinha dito, pretendo postar um cap por semana e sempre aos domingos, porém nesse final de semana não vai dar pq vou viajar no sábado pela manhã. Então, cap novo somente na segunda à noite, ok? Eu até poderia postar agora, mas ainda tenho que fazer a revisão e tenho pavor de fazer tudo correndo.

Enfim... desde já, obrigada pela compreensão!

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Grazy Snow
Moderador
Moderador


Mensagens : 509
Data de inscrição : 24/09/2011
Localização : Westeros
Idade : 29
Zodíaco : Áries
Horóscopo chinês : Gato
Sexo : Feminino

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    09/12/11, 06:40 pm

OK


\o

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nell Stark
Moderador
Moderador


Mensagens : 644
Data de inscrição : 30/08/2011
Localização : Winterfell
Idade : 39
Zodíaco : Gémeos
Horóscopo chinês : Cobra
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome: Lyssa Kerrighan
Idade: 17 anos
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    13/12/11, 08:32 pm

Bom, eu sei que prometi o cap pra ontem, mas durante a revisão acabei me empolgando e coloquei mais algumas coisas pq logo mais estarei encerrando a parte de spoilers do Livro 1 na fic. Provavelmente os spoilers dos Livros 2 e 3 irão começar a aparecer a partir do 4º capítulo. O que significa que tem mta confusão pra acontecer. Razz

Agradecimento geral pra todos que leram. Muitíssimo obrigada por estarem acompanhando e comentando. Pode parecer besteira, mas comentários são importantes pra qualquer mísero escritor, então agradeço de coração a cada um de vcs. Glenda, obrigada por ter lido! Mesmo que tenha sido só o início. Espero que possa ler tudo mais tarde, aí me diga o que achou, ok?

E para os fanáticos por ships já aviso que alguns deles devem começar a aparecer no 3º capítulo, mas não vou dizer quem vai ser, hehehe! Twisted Evil

E só explicando o título desse cap... Lobo = Robb/Cordeiro = Nell - Pq sou uma pessoa inocente nessa história. Pelo menos por enquanto. Twisted Evil Ah! E além disso, lobos comem cordeiros, HAHAHAHAHAHAHAH!!

Enfim... é isso! Vamos ao cap!




Capítulo: 2 – O Lobo e o Cordeiro



A noite já estava alta a algumas horas e havia um silêncio incomodo no castelo de Winterfell. Eu andava pelo quarto pra lá e pra cá, impaciente e pensando em um modo de sair dali. Robb tinha dado ordens para me vigiarem e eu não entendia o motivo, afinal eu tinha certeza de que não tinha ido parar na história pra ficar trancafiada em um quarto o tempo todo. Aquilo me deixava irritada. Havia outro guarda do lado de fora, então resolvi fazer uma nova tentativa. Abri a porta devagar e dei uma espiadinha. O homem estava parado ao lado da porta e olhou pra mim assim que percebeu minha presença.

- Volte para dentro e feche a porta. – ele disse um pouco ríspido.

- Quero falar com Robb Stark, por favor.

- Lorde Stark está ocupado e recebi ordens para mantê-la no quarto. Agora volte para dentro.

- Se ele está ocupado, então me deixe falar com Jon Snow.

- Volte para o quarto. – ele repetiu. Aquilo não iria ser fácil.

- Escute, eu sei que está cumprindo com seu dever, mas também tenho um dever aqui e preciso realmente falar com Lorde Stark ou com o irmão dele. É muito importante.

- Volte para o quarto!

- Escuta aqui, eu não sou surda, então não precisa gritar comigo, ok? – o guarda me agarrou pelo braço, já me empurrando para dentro do quarto.

- Mandei voltar para o quarto.

- Me solta! Não recebo ordens suas, nem de ninguém!


Bom, eu tentei, não é? Mas como não houve alternativa fui obrigada a improvisar. Consegui me desvencilhar do homem por um momento e ergui o pé, acertando um chute bem no meio das pernas dele. Foi a única coisa que me ocorreu na hora. Nem parei pra olhar pra trás e saí do quarto correndo o mais rápido que pude. Enquanto me perdia entre os corredores escuros, sem saber para que lado ir, ainda podia ouvir os gritos do guarda chamando pelos outros, gritando que a forasteira havia fugido.

Como assim “forasteira?” Mas que droga estava acontecendo? Eu só queria sair do quarto e falar com o Robb. Seria pedir muito? E como se não bastasse agora tinha um bando de guardas atrás de mim. Finalmente avistei as escadas e quase rolei pelos degraus, tentando manter mais distancia dos homens que me seguiam. É claro que não adiantou muito. Mal cheguei ao último degrau e já pude ver as sombras dos guardas refletidas nas paredes, enquanto eles gritavam pelos corredores. Eu não sabia mais o que fazer, então acabei entrando na primeira porta que vi, fechando-a o mais rápido possível.


- Ai... essa foi... por pouco... – resmunguei enquanto tentava recuperar o fôlego. Porém, meu alívio não durou muito. Ainda de costas para o aposento, pude ouvir um rosnado nada amistoso atrás de mim. Me virei o mais devagar possível e vi uma sombra se aproximando de mim. Os olhos da criatura brilharam e ela saltou da escuridão. Só me restou gritar, mas meu pavor foi abafado por uma voz de criança.

- Aqui, Cão Felpudo. – disse um garotinho com a voz mais calma do mundo. O lobo se afastou de mim e foi para seu pequeno dono, ficando entre ele e eu. – Não precisa ter medo. Ele não vai te morder.

- Sei... – disse ao me aproximar do menino. O lobo novamente rosnou.

- Quieto! – o garotinho ordenou, voltando a olhar pra mim. – Ele rosna pra todo mundo.

- Bom... isso é normal. Ele não me conhece, então está te protegendo, Rickon.

- Sabe o meu nome? – perguntou o ruivinho.

- Ah! Eu sei de muitas coisas.

- Você é a moça que veio ajudar o Robb, não é? – ele disse ao se aproximar de mim.

- Como assim? – eu disse confusa.

- Vi você aqui a alguns dias atrás. – ”Alguns dias atrás...”, pensei. Mas eu nem estava em Winterfell ainda.

- Espera... Está dizendo que sonhou comigo? É isso? Ou foi um tipo de visão?

- Não sei... – Rickon deu de ombros. – Mas eu vi você falando com o Robb. E você estava segurando um livro. Não deu pra ouvir direito sobre o que falavam, mas você repetia um nome várias vezes.

- Que nome? – o garotinho faz uma expressão pensativa.

- Acho que era Martin.

- George Martin?

- Esse mesmo. – afirmou Rickon. Eu quase caí dura. – Você estava com o livro aberto e mostrava algo para o Robb.

- E o que seu irmão fez?

- Não sei. Não vi mais nada depois disso.

- Merda! Des... Desculpe... – tapei a boca, rapidinho. – Finja que não ouviu isso, ok? – Rickon riu. – Olha, será que você consegue me levar até seus irmãos sem que os guardas nos vejam? Preciso muito falar com o Robb, ou com o Jon.

- É sobre o livro, não é?

- Você é muito esperto.

- Eu sei. Mas ninguém aqui me dá ouvidos, ninguém aqui me escuta e todos me tratam feito criança. Eles escondem coisas de mim e sempre me deixam pra trás, mas ninguém percebe que eu sei mais do que todo mundo.

- Entendo... Também estou começando a me sentir ignorada por aqui.

- Vem... – ele disse pegando a minha mão. – Vou te levar até o Robb.

- Espera, Rickon... – disse falando baixinho, enquanto ele abria a porta do quarto. – Olha, tem guardas por aí, e eles não estão muito felizes comigo, sabe?

- Eu conheço outro caminho. Vem... Você não, Cão Felpudo. Fica. – o lobo obedeceu meio a contragosto.

Rickon me arrastou para fora do quarto e seguimos andando, sorrateiramente pelos corredores cinzentos de Winterfell. Entramos em um longo corredor que parecia não ter fim e logo descemos mais um lance de escadas. Passamos por uma porta e mais outra e outra até que acabamos na cozinha. Alguns serviçais que preparavam o jantar ficaram surpresos com a minha presença, mas logo riram quando viram Rickon. Provavelmente acharam que estávamos fazendo alguma travessura. E de certa forma, não estavam enganados.

- Pra onde está me levando? – disse totalmente perdida.

- Esse caminho contorna o Salão Grande. É lá que Robb costuma estar a essa hora.

- Rickon, os guardas estão procurando por mim...

- E já a encontramos. – disse um dos guardas nos pegando de surpresa, assim que dobramos outro corredor. – Venha cá, sua fujona!

- Me solta! – eu disse enquanto me debatia, mas um segundo guarda apareceu, segurando-me mais firme ainda.

- Soltem ela! – Rickon avançou raivoso pra cima do primeiro guarda e lhe mordeu a mão com força. O homem urrou de dor enquanto o sangue escorria.

- O que está acontecendo aqui? – Robb apareceu acompanhado de Meistre Luwin e mais alguns guardas.

- Ah! Que ótimo! Agora a festa está completa... e eu de camisola! – exclamei.

- Nós a encontramos, milorde. Ela estava raptando seu irmão. – disse um dos guardas.

- EU O QUÊ?!! Seu safado, mentiroso! Eu não estava fazendo nada disso! – disse enfezada. Robb me analisava com frieza.

- Ela não fez nada, Robb. Está dizendo a verdade. – o pequeno ruivinho me defendia, mas o irmão mais velho não parecia muito convencido.

- Por que não deixamos a moça se explicar, milorde? – Meistre Luwin parecia ter mais bom-senso.

- Soltem-na. – ordenou Robb. Eu não sabia se ficava excitada por causa do jeitão mandão dele ou se ficava receosa pelo meu futuro. – Meistre Luwin, leve meu irmão de volta para o quarto dele. – ele continuou sem tirar os olhos de mim. Definitivamente não estava feliz.

- Mas Robb... – resmungou o pequeno Rickon, porém o olhar sério do irmão o fez calar-se na mesma hora, desaparecendo com Meistre ao virar o corredor.

- Venha comigo... – disse Robb, me dando as costas. – E é bom que tenha uma ótima explicação para tudo isso.

- Se me deixar falar... – retruquei.


Após alguns passos, atravessamos uma grande porta e dei de cara com o Salão Grande de Winterfell. Era ali que aconteciam as grandes reuniões da família Stark, onde convidados eram recebidos com banquetes e também onde algumas decisões eram tomadas. Os estandartes com o lobo gigante dos Stark estavam lá, adornando as paredes de pedra cinzenta, tal como eu tinha lido nos livros. O tablado com a enorme mesa de madeira maciça e quase enegrecida, também estava lá.

Eu podia ver perfeitamente Lorde Eddard Stark, ali, com sua família. Catelyn dando ordens aos serviçais, Arya provocando Sansa enquanto recebia olhares de reprovação de Septã Mordane, Jon e Robb rindo em um canto, talvez por causa dos copos de vinho que bebiam as escondidas, e Bran e Rickon circulando pra lá e pra cá com seus lobos e sendo seguidos por Hodor. Eu podia ver tudo isso.

Por um momento fiquei sem ar. Eu sei que era só um salão, mas aquilo me deixou de certa forma emocionada. Eu ainda não sabia como, mas naquele momento realmente me toquei de que eu estava fazendo parte daquela história. Eu era o novo personagem que havia sido jogado no meio dela, e isso me deixava maravilhada e assustada ao mesmo tempo. Era algo mágico, assustador e completamente... surreal.


- Fale... – disse Robb quebrando meu encanto. Estava de braços cruzados, cheio de pose em frente à mesa, olhando-me sério.

- Ok... – disse um pouco sem graça. Eu deveria estar feliz por estarmos sozinhos, mas a atitude defensiva e desconfiada do jovem lobo não estava me deixando nada à vontade. – É que... Bom... É um pouco... complicado de explicar...

- Então descomplique e fale logo. Não tenho todo o tempo do mundo. – eu não sabia por onde começar.

- Tudo bem, mas... mas eu quero que você me prometa que não vai me interromper. Apenas me escute e não faça perguntas, ok? – ele não disse nem sim, nem não. Apenas revirou os olhos, soltando um suspiro impaciente. – E... se não for pedir muito, tente manter a mente aberta. – eu não sabia o que dizer, então tentei o básico. – Sabe aqueles momentos em que você deseja tanto uma coisa que ela finalmente acaba se realizando? – ele deu outro suspiro e isso me deixou incomodada. – Olha aqui, você não está ajudando, Robb. É o seguinte, a algumas horas atrás eu estava na minha casa, na minha cama, lendo um livro que falava de você. Eu devo ter adormecido e agora devo estar num pesadelo porque sinceramente, isso já passou do limite de ser um sonho bom. Eu não sei como vim parar aqui, só sei que foi você que me achou na floresta e que tinha um imenso lobo negro me perseguindo ontem à noite. E não era o lobo do seu irmão caçula. – chutei o balde de vez. Quando olhei para o Robb, ele parecia surpreso.

- Estava lendo um livro que falava de mim? Como assim? – ele disse confuso. Pelo menos estava me ouvindo.

- Olha... eu não sei se é uma boa ideia contar tudo o que eu sei porque isso pode tanto ajudar como também pode prejudicar certas coisas. Mas quer saber? Dane-se! – suspirei. – Tem uma história chamada As Crônicas de Gelo e Fogo. Ela foi divida em sete livros e... tudo isso, Winterfell, os Sete Reinos, Lannisters, Baratheons e até mesmo a sua família... tudo isso faz parte da história. Você é um personagem criado por um velho brilhantemente maluco e sádico, chamado George Martin. É ele quem está escrevendo tudo isso. E... Eu... Eu não sei mais como explicar, mas... eu sou a única coisa real aqui.

- Então... você é real e eu sou apenas um personagem de um livro? – confirmei. Havia uma boa dose de descrença na voz de Robb. Porém, eu não podia criticá-lo por não acreditar em mim. – E tudo isso, tudo que tem acontecido desde o dia em que nasci, na verdade é uma mentira criada por um velho maluco?

- Não é bem uma mentira... é só a imaginação criativa de uma pessoa, colocada em palavras pra contar uma história. Tá! Eu fui muito explicativa agora, mas é mais ou menos isso. – e o Rei do Norte rompeu em uma gargalhada.

- Isso... Isso é a coisa mais ridícula que eu já ouvi! – ele disse rindo.

- Bom... ridícula ou não, é apenas a verdade. – aquela conversa estava começando a me dar dor de cabeça.

- Então me diga... – ele retomou o fôlego. – Se isso é só uma história e eu sou somente um personagem, como você, que é tão real pode estar aqui fazendo parte de tudo isso?

- É o que eu gostaria de saber... Tudo o que eu sei é que eu estava lendo um livro, depois adormeci e acordei na floresta. Segundos depois um lobo negro me perseguia.

- E como era esse lobo? – Robb parecia curioso.

- Era grande. Mais ou menos como o seu lobo, porém o pelo era negro e brilhante.

- E os olhos?

- Sei lá... – dei de ombros. – Não prestei atenção. Na verdade estava mais preocupada com o tamanho das unhas e dos dentes. Ah! E antes que diga alguma coisa, aquele lobo não era o Cão Felpudo. – tive a impressão de ver um sorrisinho velado nos lábios de Robb. – Escuta... eu sei que tudo que eu disse parece um absurdo, mas é verdade. Eu juro! E eu sei de coisas que vão acontecer. Coisas boas e ruins. – disse retomando a conversa anterior. – Eu acho que fui trazida pra essa história porque... porque... – minha garganta apertou.

- Por quê?

- Porque algo muito ruim acontece com você no terceiro livro... – eu não conseguia olhar para o Robb, então encarei o chão. – Eu não queria que aquilo tivesse acontecido... e sempre achei que você tinha sido muito mal aproveitado nos livros... – eu nem tinha me dado conta de que estava chorando. – Você tinha potencial...não sei porque aquele velho maluco fez aquilo com você... – desandei a chorar feito uma criança. Não conseguia me controlar.

- Aquilo? Aquilo o quê? – acho que deixei o Robb nervoso. Mesmo estando incrédulo a meu respeito, ele se aproximou de mim e me abraçou, tentando me acalmar. Me afundei nos braços dele, soluçando enquanto tentava engolir o choro. – Ouça... – ele começou dizendo. – Eu estou tentando acreditar em você, mas essa sua história... nada disso ajuda... não faz sentido. Eu não sou o personagem de um livro. Lamento, mas isso... isso é loucura sua. Mesmo que eu acreditasse, ainda sim... seria ridículo.

- Eu... Eu posso... provar... – me distanciei um pouco dele e limpei o rosto.

- Como?

- Você já deve saber sobre a morte do Rei Robert, mas talvez você ainda não saiba que seu pai será acusado de traição pelos Lannisters, muito em breve. E tem mais... Joffrey vai mandar matá-lo...

- O quê?! – Robb me olhava espantado.

- Tyrion Lannister é inocente. Não foi ele quem empurrou Bran da torre. Sua mãe pegou o Lannister errado. – continuei. – A família de sua mãe também está em apuros e por causa disso e da prisão de seu pai, você vai marchar para o Tridente e liderar um exército de vinte mil homens que estarão divididos para lutar contra Jaime e Tywin Lannister no Correrrio...

- Do que está falando? Como... Como sabe de tudo isso? Joffrey vai mandar matar meu pai? – Robb parecia perdido em um misto de confusão e fúria.

- É simples. Ela é uma feiticeira que veio até aqui para enganar você, ou quem sabe uma maluca completa que você salvou da morte na floresta. Ou o que é mais provável... é uma grande mentirosa trabalhando para os Lannister. Se eu fosse você, Robb teria muito cuidado com essa garota.

- Ah, não! Eu preferia encarar qualquer maldição, qualquer praga dos sete infernos, qualquer coisa... menos você! – disse enraivecida ao ver Theon Greyjoy entrando no salão com aquele sorriso debochado no rosto. Como se já não fosse o suficiente a confusão em que tinha me metido, agora tinha aquele maldito Greyjoy pra fazer a minha caveira para o Robb.



Continua...

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lucas Stark
Sor
Sor


Mensagens : 140
Data de inscrição : 30/11/2011
Localização : Lançassolar
Idade : 17
Zodíaco : Leão
Horóscopo chinês : Gato
Sexo : Masculino
Ficha do personagem
Nome: Rhaenys Flowers
Idade: 22
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    14/12/11, 06:17 am

O.O ta ficando interessante :D .Eu ja me imaginei entrando no livro varias vezes, mas acho quevou ficar satisfeito de acompanhar a sua Fic!

Continue escrevendo, está ótimo.

Pergunta:A essa altura a familia real ja estava em Winterffel?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nell Stark
Moderador
Moderador


Mensagens : 644
Data de inscrição : 30/08/2011
Localização : Winterfell
Idade : 39
Zodíaco : Gémeos
Horóscopo chinês : Cobra
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome: Lyssa Kerrighan
Idade: 17 anos
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    14/12/11, 10:48 am

Lucas Stark escreveu:
O.O ta ficando interessante :D .Eu ja me imaginei entrando no livro varias vezes, mas acho quevou ficar satisfeito de acompanhar a sua Fic!

Continue escrevendo, está ótimo.

Pergunta:A essa altura a familia real ja estava em Winterffel?

Acho que quando a gente gosta mto de um livro não tem como não se imaginar na história. Isso aconteceu comigo várias vezes tbm. E agora, com o ASOIAF nem se fala.

Respondendo a sua pergunta: Não, Lucas. A família real já tinha ido embora de Winterfell e Ned já estava em Porto Real com as filhas. Ele já estava preso e está perto da execução dele. Sad

Outra coisa, você que começou a ler a fic agora pode achar estranho ou pensar que cometi algum erro, mas várias cenas dos 3 livros vão se misturar durante a história. Então vai aparecer mta coisa fora de ordem, mas isso é proposital e mais pra diante você vai entender o pq. Além disso, não posso só ficar seguindo o Martin, né? Tenho que colocar minha marca na história dele. Por isso, não se espante se alguns absurdos inventados por mim começarem a aparecer. Razz

Enfim, obrigada por acompanhar e comentar. Legal que esteja gostando e qualquer coisa, pergunte. Wink

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lucas Stark
Sor
Sor


Mensagens : 140
Data de inscrição : 30/11/2011
Localização : Lançassolar
Idade : 17
Zodíaco : Leão
Horóscopo chinês : Gato
Sexo : Masculino
Ficha do personagem
Nome: Rhaenys Flowers
Idade: 22
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    14/12/11, 12:38 pm

Ah sim, obrigado.Eu só achei que a familia real ainda não estava em Winterffel por causa desta parte:

Nell Stark escreveu:
Eu podia ver perfeitamente Lorde Eddard Stark, ali, com sua família. Catelyn dando ordens aos serviçais, Arya provocando Sansa enquanto recebia olhares de reprovação de Septã Mordane, Jon e Robb rindo em um canto, talvez por causa dos copos de vinho que bebiam as escondidas, e Bran e Rickon circulando pra lá e pra cá com seus lobos e sendo seguidos por Hodor. Eu podia ver tudo isso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nick
Moderador
Moderador


Mensagens : 935
Data de inscrição : 29/10/2011
Localização : Wherever whores goes
Idade : 21
Zodíaco : Virgem
Horóscopo chinês : Porco
Sexo : Masculino

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    14/12/11, 12:50 pm

Ver no sentido de imaginar, ela conseguia claramente imaginar cenas passadas acontecendo ali

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Murilo
Administrador
Administrador


Mensagens : 2544
Data de inscrição : 01/06/2011
Localização : Winterfell
Idade : 20
Zodíaco : Sagitário
Horóscopo chinês : Porco
Sexo : Masculino
Ficha do personagem
Nome: Indigo Blacksea
Idade: 23
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    14/12/11, 01:41 pm

Muito legal você tentando explicar para o Robb que ele fazia parte de uma história e que algo ruim iria acontecer com ele, sendo que ambos estavam DENTRO DESSA MESMA HISTÓRIA, hahahahaha. Razz

Imagine só, se ele acreditasse em você, o tamanho do loop que isso causaria na continuidade da história original do Martin.

A fic está ficando muito boa, Nell. Continue escrevendo, porque essa história é original demais para ser terminada em poucos capítulos. Parabéns! Wink

_________________
- When you play the game of ice and fire forum... you win or is banned.



Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Silmatozo
Lorde/Lady
Lorde/Lady


Mensagens : 220
Data de inscrição : 02/12/2011
Localização : ao norte da muralha
Idade : 24
Zodíaco : Capricórnio
Horóscopo chinês : Cabra
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome: silvia matozo
Idade: 20 anos
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    14/12/11, 02:53 pm

"Porque algo muito ruim acontece com você no terceiro livro... – eu não conseguia olhar para o Robb, então encarei o chão. – Eu não queria que aquilo tivesse acontecido... e sempre achei que você tinha sido muito mal aproveitado nos livros... – eu nem tinha me dado conta de que estava chorando. – Você tinha potencial...não sei porque aquele velho maluco fez aquilo com você... – desandei a chorar feito uma criança"

adorei se vai ter sonho bom assim lá longe

vê se consegue salvar o Robb desse destino cruel por favor nem q eu tenha q perder ele pra vc.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://silmatozonalua.blogspot.com/
Glenda Baelish
Mão do Rei
Mão do Rei


Mensagens : 1354
Data de inscrição : 06/11/2011
Localização : The Fingers
Sexo : Feminino
Ficha do personagem
Nome:
Idade:
Classe:

MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    14/12/11, 04:22 pm

É MUITO BOA SUA FIC! Escreva mais!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://ficmaster.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Imaginarium (R)    Hoje à(s) 12:18 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Imaginarium (R)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Ice and Fire :: Fã Area :: FanFics-
Ir para: